Name:
Location: Afghanistan

Thursday, August 04, 2005

Amor moribundo



Talvez que o vento forte lá fora tenha saído do meu peito, como que querendo mostrar ao mundo a revolta em redemoinho da minha angustia, uivando a dor que já não cabia no peito ferido e cansado de lutar com a mordaça do silencio.
Por entre o fumo do cigarro que queimava as minhas ultimas esperanças, olhei te numa batalha entre o sentimento que teimava em espelhar-se nos meus olhos e a razão que tudo tentava ocultar com o seu manto de orgulho ferido.
Tentava desesperadamente segurar na memoria a sensação do toque dos teus dedos na minha face, que de tão breve e leve não lhe senti nem a maciez nem o calor. Gesto efémero que a ti te deu a sensação de dever cumprido e em mim deixou o vazio do que poderia ter sido.
A figura recortada na penumbra carrega consigo as memorias de um passado que resiste ao presente não deixando futuro. Figura amada, passado feliz. Figura ausente, presente vazio.
Ali sentada ao abandono do todo o ser, sentia-me encalhada num limbo do tempo que teima em não se definir. A escuridão da noite envolve-me na doce tentação de esquecer enquanto que o vento teima fazer esvoaçar perante mim retalhos da nossa vida, que tal como as folhas ao vento são secos de esperança numa sombra do que foram.
Cansada de boiar no mar das tuas indecisões, vi-te afastar com a indiferença de quem procura o brilho maior de um farol. Já não segues a minha luz e eu naufraga permaneço ilhada em teu redor. Já não imano brilho, escureço…

5 Comments:

Blogger Jessy said...

Fiquei sem palavras.... O texto esta lindo e transmite todos os sentimentos de uma forma cativante... Delirei!!! Beijocas grandes

P.S VOU DE FERIAS!!!

1:22 AM  
Anonymous Fada Noturna said...

olá querida amiga, pq será q existem épocas que as coisas parecem ser mais difícieis? seria para nos mostrar o qto somos fortes?? e será que realmente somos?? ótima semana, beijos encantados e tocs d condão***

8:54 AM  
Blogger Pescador said...

Concordo em absoluto com a Jessy.. ,mas queres um conselho, agarra nesta tua doce barca, faz uns arranjos, pinta-a com cores vivas , pede ajuda para a desencalhar, marca um novo rumo leva-a para o alto mar, deixa que as ondas e as marés te levem nos seus braços... para outras ilhas, para outros caminhos !!

Olá Armanda, tenho a impressão que já tive a uma visita tua lá no meu blog... , mas não tenho a certeza de qualquer forma gostei muito do teu blog... escreves com alma.. gostei ;-) !!
Bjs doces
Pescador

12:21 PM  
Anonymous Anonymous said...

Que te posso dizer?... estou e estarei aqui, no escuro, na luminosidade, no dia , na noite, na alegria e na tristeza....
Um beijo

10:07 AM  
Anonymous Anonymous said...

Best regards from NY! »

3:19 PM  

Post a Comment

<< Home